Dicas, Notícias e Atualidades

O teletrabalho demanda nova visão dos administradores

O trabalho a distância não é novidade – já vem sendo exercido há mais de um século, como decorrência natural de necessidades logísticas das organizações. Entretanto, com o advento da informática e o aumento explosivo das telecomunicações, deixou de ser um componente pontual para se incorporar definitivamente nos processos de produção de bens e serviços. 

Foi uma incorporação sem pressa, quase clandestina, que, hoje, ainda surpreende muitos administradores. Mas, segundo o IBGE, já chega a 20 milhões o número de trabalhadores brasileiros se beneficiando – e beneficiando as empresas – com o trabalho a distância. 

Os processos, que pareciam uma simples extensão natural do trabalho interno, de repente se apresentam com necessidades de gerência muito específicas. O trabalho a distância não é o mesmo trabalho executado fora da empresa. É um novo trabalhar, pleno de benefícios para as empresas e de múltiplas vantagens para o trabalhador – desde que seja corretamente administrado. É um novo trabalhar, agora perfeitamente regulamentado por uma lei que o insere na CLT. 

O impacto que essa mudança provoca nas organizações afeta os executivos envolvidos, e demanda os recursos do coaching, seja para a implantação do processo, seja para a revisão de trabalhos a distância já iniciados. Essa é a opinião do Dr. Alvaro Mello, presidente da Sobratt Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades, autor de um artigo sobre o trabalho a distância, que pode ser lido aqui.

CONTATO

(11) 3168-6654
prpcosta@prpcoaching.com.br
Ou preencha nossa ficha de contato

INFORMAÇÕES SOBRE COACHING

Receba por e-mail cadastrando-se aqui